MOKO lança coleção de camisetas para combater o câncer de mama.

February 15, 2018

A campanha é uma parceria entre a empresa social Moko e o Hospital das Clínicas de Curitiba.

 

O Hospital das Clínicas de Curitiba (HC) e a empresa social de moda Moko lançam nesta semana a coleção “Além das Barras”. As camisetas estampam fotos de mulheres que passaram pela mastectomia, a cirurgia de retirada da mama. A coleção é um manifesto pelo empoderamento daquelas que sofreram com a doença. Cada foto mostra a busca de cada uma por aceitar a si mesma e a luta pela superação.

 

Uma das participantes é Nilda Mello, que superou um câncer de mama há 8 anos. “A coleção é impactante, dá um frio na barriga. Eu estou despida, com meus defeitos expostos. Mas a foto é mais do que isso”, afirma. Nilda conta que aceitou participar da campanha quando conheceu pessoas que, pela falta de recursos, tiveram que esperar muito tempo para realizar os exames e iniciar o tratamento.

 

 

 

“Quando vi a camiseta, confesso que chorei. A gente se acostuma a ver fotos de personalidades estampadas E, de repente, estou eu ali. Atrás desta camiseta tem uma campanha muito forte. É emocionante.”

 

 

 

 

 

“Quando eu vi a camiseta, confesso que chorei. A gente se acostuma a ver fotos de personalidades estampadas. E de repente estou eu ali. Atrás dessa camiseta tem uma campanha muito forte. Sei lá, é emocionante” (sic), afirma Nilda. A coleção é a prova de que é possível ser bonita, ser mulher e ser feliz mesmo com as marcas da doença. As fotos questionam os padrões de beleza e transformam cada um que vestir em um militante desta causa. Aqui estão mulheres reais, que aceitaram expor o próprio corpo e derrubar os preconceitos.

 

O projeto, proposto pela Redhook School, é uma forma inovadora de promover o diagnóstico precoce do câncer de mama e o resgate da autoestima. Segundo a chefe do Setor de Mama do Hospital das Clínicas, Dra. Maria Helena, quando a doença é identificada cedo, existe uma chance grande de recuperação. “Estas mulheres que experienciaram a cirurgia e a quimioterapia, hoje servem de exemplo. Elas venceram. A cicatriz é o que menos importa. O mais importante é ser curada e saber que todas continuam lindas”, conta.

 

“Essa é a intenção do projeto”, afirma Maria Helena. A campanha tem como objetivo levantar recursos para o Centro de Diagnóstico de Câncer de Mama do Hospital das Clínicas de Curitiba, por meio da Associação de Amigos do HC, e permitir que mais mulheres possam ser diagnosticadas e tratadas. É uma forma mais humana de contribuir, transformando os boletos de doação em relatos de quem venceu o câncer. Toda o lucro da venda das camisetas é revertido ao HC.

 

Thalita é uma das mulheres fotografadas pelo projeto. Conheça a história dela em moko.com.br/alemdasbarras.

 

O Câncer de Mama

O Câncer de mama afeta cerca de 57 mil pessoas todos os anos no Brasil. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, este tipo da doença representa 25% dos casos de câncer em mulheres no Brasil. Em todo o mundo, é o tipo de câncer que mais mata as mulheres.

 

Por outro lado, 88,3% dos casos diagnosticados precocemente têm chance de sobrevida. Além da superação da doença, as marcas deixadas pelo tratamento e pela Mastectomia, a cirurgia de retirada da mama, pode provocar reações negativas na autoestima destas mulheres.

 

“Eu vejo que mais mulheres estão passando por isso, sofrendo com a doença. A depressão é terrível. Aquela angústia te corrói”, conta Nilda. Por isso, para ela, essa é a grande intenção da campanha: incentivar mulheres a diagnosticar a doença o quanto antes e gerar recursos para suprir a carência de materiais do hospital. O tumor não espera, a gente tem que tirar ele o quanto antes”.

Quatro das mulheres fotografadas estampam as camisetas da Moko.

Conheça a história delas em www.moko.com.br/alemdasbarras.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Camisetas contam histórias da Amazônia

August 29, 2019

1/3
Please reload

Posts Recentes