Projeto Acenda o Farol defende a Preservação da Ilha do Mel

January 31, 2019

A Ilha do Mel, um dos principais pontos turísticos do Paraná, é um dos maiores pontos de área contínua de Mata Atlântica no Brasil. Dos seus 38 quilômetros de extensão, mais de 90% são de área de preservação e têm o acesso proibido à visitação. A locomoção na ilha é por meio de trilhas, para que a paisagem não tenha tantas alterações, podendo-se chegar de bicicleta ou a pé nos principais pontos da ilha - como o Farol das Conchas e as praias calmas com pouca urbanização.

 

A Ilha do Mel pode receber no máximo 5000 visitantes por dia, mas a falha na fiscalização permite que barcos clandestinos levem mais pessoas para a ilha, o que acarreta a superlotação e consequentemente a falta de água; o contingente de visitantes também gera uma superprodução de lixo. O descaso por parte dos órgãos governamentais para com a ilha é visto também em seus novos projetos, como o de empreendimentos portuários, que mudaria o fluxo da pesca - garantia de sobrevivência para mais ou menos 100 famílias - e traria grandes impactos ambientais e também no descuidado com dos pontos turísticos - o Farol das Conchas ficou por mais de seis meses apagado.

A ilha carece de atenção e cuidado por parte da administração. 

 

 

 

Assim começou o movimento Acenda o Farol quando, por conta do Farol apagado desde o segundo semestre de 2017, dois fotógrafos, Bruno Santos e Gustavo Schiavon, decidiram agir diante do descaso por parte das autoridades e assim lançaram a campanha “Acenda o Farol” nas redes sociais.

“O farol é um claro sinal de que toda a Ilha do Mel está carente de atenção e suporte” disse Bruno.

 

 

 

A campanha Acenda o Farol,é uma parceria da MOKO com a marca Be Like Water, que vem com o objetivo de “acender o farol” das pessoas para que possam compreender a importância de preservar a Ilha do Mel – um patrimônio natural mundial,que por muitos anos  foi deixada em segundo plano nos cuidados governamentais.

A campanha atuará por meio da venda de camisetas e terá 10% do faturamento direcionado ao movimento liderado por Bruno Santos, fotógrafo e ativista, para a realização de projetos e ações que conscientizem a população para a conservação da Ilha do Mel.

 

 

Para adquirir as camisetas da campanha é só acessar loja.moko.com.br

 

Créditos:

Foto 1  (Bruno Santos)

Foto 2 (divulgação Portal Ilha do Mel)

Foto 3 (divulgação Bem Paraná)

Foto 4 (divulgação Gazeta do Povo)

Foto 5 ( Bruno Santos)

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque